COLUNISTA
NATAL DA RENOVAÇÃO
   
A reflexão de Natal pelo nosso colunista Jaime Folle, lembra que devemos lapidar a mente e esvaziar o porão repleto ideias negativas que se acumulam durante o ano. Confira

Por Jaime Folle
21/12/2021 15h04

Ao chegarmos em mais um Natal, a nossa mente é um monte de massa bruta, cheia de entulhos, e a grande maioria não consegue visualizar a beleza que é a sua própria imagem diante do presépio, devido ao atoleiro de problemas que se acumulou durante o ano que passou e este que está findando.

Estamos nos aproximando do fim de mais um Natal, muitos se queixam de cansaço, estresse, angústias, crise financeira, problemas de saúde, problemas no amor, entre outros... 

Todos estes problemas formaram entulhos em nossa mente ao longo do ano. O que precisa fazer é uma faxina mental no porão de nosso cérebro se é que desejamos um ano mais feliz, mais alegre e economicamente mais viável em 2022.

Na verdade, devemos lapidar a nossa mente, transformando-a em uma bela estátua para nos presentear neste início de ano com uma mente limpa das impurezas acumuladas durante as difíceis situações vividas na pandemia. “Um escultor de uma estátua de cavalo tem em sua frente um monte de massa bruta e vai tirando tudo fora o que não é cavalo”.

O exemplo acima mostra a importância em tirar os entulhos dos porões de nossa mente de esquecer a Covid-19 e trocar por sucesso 22. Criar uma nova escultura dentro de cada um e ao fim presentear-se com ela.

Uma dica importante é dar uma parada por um período de algumas horas, dar-se este tempo que, com certeza, não vai lhe fazer falta e, nesta parada, para uma reflexão da sua vida se fazendo duas perguntas:

            - Quem sou eu?

            - Por que eu existo?

Após algumas horas de parada você vai conseguir encontrar uma enorme quantidade de tempo que usou no último ano sem sentido e que agora são entulhos em sua vida, coisas desnecessárias que fizemos que além de nos atrapalhar acabam roubando o nosso precioso tempo que poderia ter sido usado diferente.

Afinal, a vida não é um atrapalho, a vida é muito linda, nós é que atrapalhamos a nossa vida, deixando de viver o que de belo ela tem para se preocupar com quinquilharias podres e desnecessárias.

Você vai perceber que doenças, crises financeiras, desamor, orgulho, vaidade, ciúmes não fazem parte de sua vida. E este emaranhado de lixos que foram se acumulando a cada dia, do ano não deixando você ver a bela estátua que está escondida nestes lixos.

Tudo é uma questão de visão. Sei que muitos podem ler esta coluna e dizer que isso não passa de utopia e bobagem. Se pensares assim com certeza é um cisco a mais que está colocando nos seus entulhos.

Nesta reflexão comece limpando aos poucos os ciscos mais leves até chegar aos mais pesados que não gostaria mais de repetir no próximo ano. Vai devagar pouco a pouco limpando os cacos de sua mente nem que isso lhe apresente no início certa dificuldade depende muito da coragem e poder de decisão, mas se faz necessário sofrer um pouco para poder ter um novo ano mais alegre e mais feliz

Portanto pare este único dia, faça isso por si e faça uma faxina no seu porão mental para pode ouvir os rojões e bradar ao mundo gritando: EU SOU FELIZ E FELIZ NATAL!

Um ótimo 2022 e que Deus guie seus passos.

 

   

  

Comentar comment0 comentário
menu
menu