VARIEDADES
Projeto transforma poesias em músicas interpretadas por mulheres da região
   
“Lígia MS - Uma conversa de rotina” dá nome à iniciativa da poetisa Lígia Maria Scarello. O trabalho ainda está em produção e deve ser lançado nos próximos meses, nas plataformas digitais como Spotify e também em CDs físicos

Por Divulgação
17/01/2022 14h04

Poemas de amor viraram músicas pelas vozes de mulheres da região, com o projeto Lígia MS – Uma conversa de rotina. A iniciativa é da poetisa encantadense Lígia Maria Scarello, que conta com a gravação de um disco físico e digital, além de um videoclipe para a divulgação nas redes sociais, é financiada pela Lei de Incentivo à Cultura (LIC-RS).

Para o projeto foram convidadas as cantoras Regiane Assolini, Nice Porto, Cristiana Pretto, Monycah Ramos, Clary Costa, Stella Maris Reckziegel, Andreia Marchini, Taiane Nunes, Betânia Bersch Delazeri e Paula Rodriguez, e a declamadora Márcia Raquel Graciola. Integram o projeto ainda os coautores das canções Beto Gonzales, Zoca Jungs e Fernando Graciola, que é o responsável pelos arranjos e pela direção musical.

Mais do que um projeto de música autoral, a proposta tomou dimensão coletiva, com a possibilidade de dar destaque aos trabalhos dos mais de 35 colaboradores e artistas regionais que fazem parte da iniciativa, além de colocar a mulher em evidência.

De acordo com Lígia, a ideia da gravação do disco surgiu de uma conversa entre a poetisa e Maurício Horn, da Gaita Produtora, que apoiou o projeto e complementou a proposta.

Até o momento, foram concluídas as gravações em estúdio e a captação de imagens. O próximo passo é a mixagem e masterização, para o lançamento do disco físico e digital nas plataformas de streaming, como Spotify.

“Nunca imaginei que chegaria a ter um CD com dez poesias minhas musicadas e uma declamada e que fosse um projeto eminentemente feminino como se tornou o Lígia MS – Uma Conversa de Rotina-Poesia Musicada”, destaca a poetisa.

Lígia já tem quatro livros publicados , e tem suas poesias publicadas periodicamente no jornal Zero Hora, no Almanaque Gaúcho, com planos de publicar brevemente mais dois livros, um de poesias infantis e o segundo de poesias eróticas.

Fontes Grupo Independente de Comunicação e Grupo A Hora

   

  

Comentar comment0 comentário
menu
menu